Grupo Folclórico Teutônia

teutonia

Fundado no dia 09 de julho de 1987, o Grupo Folclórico Teutônia resgata as origens culturais da Sociedade Recreativa e Esportiva Ipiranga, que surgiu a partir da fusão de quatro entidades, entre as quais a Sociedade Recreativa Teutônia, que tinha o nome primitivo de Gesellinger Verein Teutônia.
O Grupo representa a etnia Germânica, em razão da própria origem da sociedade a que pertence e a região que representa.

O Grupo pratica a dança folclórica das regiões de presença natural do idioma alemão, predominantemente daquelas da antiga Alemanha, de onde vieram os primeiros imigrantes do Vale do Itajaí, em particular, de Blumenau (Prússia, Pomerânia, Norte da Alemanha e a atual Baixa Saxônia).

Para a definição dos trajes utilizados pelo Grupo, foram realizadas pesquisas junto à Prefeitura da cidade de Braunschweig (Alemanha) e ao grupo folclórico existente naquela comunidade. Para se manter fiel às tradições, o Teutônia possui literatura especializada, editada na Alemanha e mantém intercâmbio informativo com diversos grupos folclóricos daquele país.

O traje oficial usado pelos integrantes é uma réplica do traje festivo da região Sul do Ducado de Braunschweig, usado por volta de 1800, portanto, da região e da época do nascimento de Hermann Bruno Otto Blumenau, o fundador de Blumenau, que nasceu no ano de 1819. Além da relação histórica, o traje, coincidente e oportunamente, identifica-se também com a nossa terra: as cores predominantes são a verde e a vermelha da Bandeira do Estado de Santa Catarina e os bordados são de flores – da cidade Jardim, como Blumenau também é chamada. O Grupo possui ainda um traje chamado “neutro” (DIRNDL) para ocasiões em que o traje histórico, oficial, não deveria ser usado, como por exemplo em danças do Sul da Alemanha e Áustria.

Ao longo destes 27 anos, o Grupo realizou apresentações em diversas cidades brasileiras, entre as quais se destacam Petrópolis no Rio de Janeiro; Recife em Pernambuco; Belo Horizonte em Minas Gerais e alguns municípios no Rio Grande do Sul. Tem participado também de encontros folclóricos realizados em Joinville, Jaraguá do Sul e Itapiranga. Em Blumenau, tem sido um dos destaques da Oktoberfest, proporcionando belos espetáculos que resgatam nossas tradições culturais e mostram que o espírito alegre e a cultura trazidos pelos primeiros imigrantes continuam existindo em nossa cidade. No Festfolk, Festival Nacional de Folclore, tem se apresentado desde a sua 1ª edição. Também sempre marcou presença no Tanz in Blumenau, encontro de grupos folclóricos alemães, realizados a cada 2 anos aqui na cidade.

Suas apresentações são realizadas exclusivamente em ocasiões de cunho cultural e folclórico.